pnscsv@hotmail.com(21)2412-7440 facebookinstagramyoutube

Historia de Santo Antônio

Santo Antonio ou Fernando Antônio de Bulhões, seu nome de nascença,  nasceu em Lisboa, Portugal, em 15 de agosto do ano de 1195. De família nobre e rica, era filho único de Martinho de Bulhões, oficial do exercito de Dom Afonso e de Tereza Taveira. Sua formação inicial foi feita pelos cônegos da Catedral de Lisboa. Antônio gostava de estudar e de ficar mais recolhido.

Vida de Santo Antonio

Aos 19 anos entrou para o Mosteiro de São Vicente dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho, contra a vontade de seu pai. Morou lá por 2 anos. Com uma grande biblioteca em mãos, Antônio avança na sua história pelo estudo e pela oração. É transferido para Coimbra, que é um importante centro de estudos de Portugal, ficando lá por 10 anos. Em Coimbra ele  foi ordenado sacerdote. Logo se viu o dom da palavra que transbordava do jovem padre agostiniano. Ele tinha conhecimento e grande poder de pregação.

O Padre Agostiniano torna-se frei Franciscano

Em Coimbra o Padre Antônio conhece os freis franciscanos, entusiasma-se pelo fervor e radicalidade com que estes viviam o Evangelho e, pouco depois, torna-se Frei Antônio, mudando-se para o mosteiro de São Francisco de Assis.

 

O Encontro de Santo Antonio com São Francisco de Assis

Santo Antonio faz o pedido de ir para o Marrocos pregar o evangelho e os Franciscanos permitem. No meio do caminho, porém, Frei Antônio fica muito doente e é forçado a voltar para Portugal. Na viagem de volta, o barco é desviado e vai para Itália, terminando por parar na Sicília, em um grande encontro de mais de 5 mil frades franciscanos chamado Capítulo das Esteiras. Lá, Antônio conhece pessoalmente São Francisco de Assis. A mão de Deus o tinha guiado por caminhos diferentes.

https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-santo-antonio/119/102/#c

Oração

“Santo Antonio, curai as feridas da vida sentimental.
Santo Antonio, curai as feridas da vida sentimental.
Santo Antonio, curai as feridas da vida sentimental.
Santo Antônio recorremos a Vós porque sabemos que o casamento é uma vocação abençoada por Deus.
É o Sacramento do amor comparado ao Amor de Cristo para com a Igreja.
Abençoai todos aqueles que se sentem chamados ao matrimônio.
Santo Antônio ajudai que o namoro e o matrimônio sejam alicerçados pelo amor sincero e pela verdade constante.
Coloque no coração dos namorados e dos casais, verdadeiros sentimentos de afeto.
Fazei com que contemplem um ao outro e busquem uma união abençoada por Deus, para que os namorados e os casais sejam capazes de vencer os possíveis problemas familiares e conservem sempre vivo o amor, para que nunca falte a compreensão e a harmonia familiar.
Oh! Glorioso Santo Antônio, que tivestes a sublime dita de abraçar e afagar o Menino Jesus, alcançai deste mesmo Jesus, a graça que Vos peço e Vos imploro do fundo do meu coração.
(Faça agora o pedido da graça)
Santo Antônio, Vós que tendes sido tão bondoso para com os pecadores, não olheis para os poucos méritos de quem agora Vos implora, mas antes fazei valer o Vosso grande prestígio junto a Deus para atender-me nesta insistente súplica.
Santo Antônio me defenda de todos os perigos, afaste de mim e do meu lar todas as tribulações.Me proteja em todos os empreendimentos, me inspire na prática do bem e na busca da vida eterna.
Santo Antônio, rogai a Deus pelos namorados.
Santo Antônio, rogai a Deus pelos casais.
Amém.”